terça-feira, 10 de outubro de 2017

SÉRGIO FERRAZ LEVA SEU TRIBUTO A COLTRANE A SÃO PAULO E RIO, DIAS 11 E 13 DE OUTUBRO. IMPERDÍVEL!

 




 


 
 
SÉRGIO FERRAZ  leva seu Tributo a COLTRANE
a São Paulo e Rio, dias 11 e 13 de outubro
 

 
 
Acompanhado por Ricardo Paraíso (baixo) e Eder O Rocha (bateria), violinista pernambucano se apresenta , dia 11, quarta-feira, no Espaço Multiartístico Capital 35, em São Paulo, e dia 13, sexta, no Solar de Botafogo.
 
 
 
Depois da sua recente apresentação no Cerrado Jazz Festival em Brasília, Sergio Ferraz apresenta seu Tributo a COLTRANE em São Paulo, dia 11 de outubro, no Espaço Multiartístico Capital 35, em Sumaré, e dia 13, sexta-feira,  no Solar de Botafogo, Rio de Janeiro.
 
Sergio Ferraz toca violino elétrico 5 cordas acompanhado por dois ilustres convidados, o baterista e percussionista Eder o Rocha (Mestre Ambrósio, Mutrib) e o baixista Ricardinho Paraíso, referência no contrabaixo no Brasil.
 
No repertório,um tributo ao saxofonista John Coltrane, influência marcante para grandes nomes do jazz. Destaque para A Love Supreme, Naima, Spiritual e Impressions.
 
O estilo de Sergio Ferraz deixa claro suas diversas influências, que passam pelo sax de Jonh Coltrane, o violino de Jean Luc Ponty, a guitarra de John McLaughlin os rabequeiros do nordeste brasileiro, a música da India e o movimento Armorial, oferecendo uma inusitada harmonia entre estes elementos e o virtuosismo do violino.
 
 
 
 
 
Sérgio Ferraz
 
 
 
     Sérgio Ferraz é um dos pioneiros no Brasil na arte do violino elétrico e da sua inclusão na música popular e instrumental de vanguarda. Violinista e compositor pernambucano, natural de Garanhuns, residente em Recife e bacharel em música pela UFPE. Iniciou desde cedo seus estudos de música e violino na metade da década de 1980 no Conservatório Pernambucano de Música e no curso de extensão da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).
 
            Músico atuante na cena pernambucana desde meados dos anos 80 quando tocava guitarra aos 12 anos em bandas de rock, e pouco depois já como violinista, formou no início da década de 90 o grupo Alma em Água com o qual participou de importantes eventos em Pernambuco, como o Projeto Seis e Meia, no Teatro do Parque, abrindo para o grupo carioca Boca-Livre em 1993. Ainda com o grupo Alma em Água, foi destaque do Festival de Inverno de Garanhuns de 1995 e 96 no Palco Guadalajara.
 
Com o Alma em Água, participou também do primeiro projeto REC BEAT na década de 90.
 
            Em 1997 foi contratado pela produtora norte-americana Rena Shagan Associates, sendo o único grupo brasileiro selecionado para uma grande turnê tocando nas principais cidades dos Estados Unidos.
 
     Em meados de 2001 formou o grupo instrumental SONORIS FÁBRICA, que reuniu elementos do jazz e da música nordestina. Com o Sonoris Fábrica tocou em diversos festivais em Recife, tais como: o Recife Jazz Festival em 2003, 2004 e 2008. e no Festival de Inverno de Garanhuns em 2003 e 2009, no Palco Instrumental.
 
            No ano de 2008, Sergio Ferraz foi convidado pelo escritor Ariano Suassuna para integrar o seu grupo de artistas nas aulas-espetáculos do escritor. Também neste ano Ferraz passou a fazer parte do Quarteto Romançal.
 
            Em 2010 lançou no Teatro de Santa Isabel o CD Segundo Romançário, um duo de violino e violão em parceria com Antonio Zoca Madureira, lider e fundador do lendário Quinteto Armorial. Neste trabalho Sérgio Ferraz explora as sonoridades e estilos do violino na música nordestina. Com este duo de violino e violão participou da Mostra Internacional de Música em Olinda ( MIMO 2010 ). 
 
            Em 2011 com o seu grupo instrumental Sonoris Fábrica lançou com show no Teatro de Santa Isabel o CD homônimo, com este trabalho se apresentou em diversos palcos em Pernambuco, como o Festival de Inverno de Garanhuns, a MIMO 2011, e seguiu para São Paulo, onde gravou para o SESC TV no Programa Instrumental Brasil.
 
     Em 2012, compôs e estreou um Concerto para violino e orquestra intitulado “ Concerto Armorial”, dedicado ao escritor Ariano Suassuna, estreado no Teatro de Santa Isabel pela Orquestra Sinfônica Jovem do Conservatório Pernambucano de Música, sendo o próprio Sérgio Ferraz solista do concerto. Neste mesmo ano, concluiu a gravação do segundo CD solo, “A Sublime Ciência e o Soberano Segredo”, fruto de seus estudos sobre a música eletrônica erudita, da música minimalista, indiana e com forte influencia do rock progressivo dos anos 70.
 
            Três dos 4 Cds do Sérgio Ferraz foram vencedores do Prêmio da Música Pernambucana, na categoria de melhor CD Instrumental. São eles: Segundo Romançário (2010), Dançando aos Pés de Shiva (2012) e A Sublime Ciência e O Soberano Segredo (2014). Sérgio Ferraz também é integrante da Orquestra de Câmara de Pernambuco, e vem também se dedicando a composição de músicas Eletroacústicas, Concreta e peças para orquestra.
 
 
 
 
 
 
 
 
SERVIÇO
 
SÉRGIO FERRAZ – TRIBUTO A COLTRANE
 
CONVIDADOS ESPECIAIS:
EDER O ROCHA – Bateria
RICARDINHO PARAISO – Baixo
 
 
REPERTÓRIO
 
 
1 – IMPRESSIONS
2 - SPIRITUAL
3 – THE PROMISE
4 – NAIMA
5 – Mr. DAY
6 – A LOVE SUPREME
 
 
 
Dia 11 de outubro, quarta-feiraHora: 21h
Espaço MultiArtístico Capital 35
Rua Capital Federal, 35 - Sumaré
Valor: Pague o quanto puder
(valor sugerido: R$ 20,00)
 
 
 
Dia 13 de outubro, sexta-feira
Hora: 21h
Teatro Solar Botafogo
R. Gal. Polidoro, 180 - Botafogo
Tel.: 2543-5411.
Ingressos - tiqueteria: TUDUS
R$ 80,00 (meia legal: R$ 40,00)
Ingresso amigo: R$ 60,00
 
 
 
Somente na bilheteria do
Teatro Solar Botafogo,
com a entrega de um
(1) kg de alimento.


 
 
 
 
 
CLICAR NA IMAGEM PARA ASSISTIR AO VÍDEO
 

 
OU CLICAR NO LINK NO CANAL YOU TUBE
 
 
 
 

 

 
APOIO NA DIVULGAÇÃO
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
FONTE

Cezanne Comunicação - Assessoria de Imprensa em Cultura e Arte
VISITE O SITE
www.cezannecomunicacao.com.br  

 

 
 
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário: