sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

ARTISTAS DA ANE - ASSOCIAÇÃO NITEROIENSE DE ESCRITORES SE APRESENTAM EM GRANDE ESTILO.

 
(CLICAR NA IMAGEM PARA ASSISTIR AO VÍDEO)
 

 
 
 
 
Sob a coordenação e presidência da escritora e acadêmica Leda Mendes Jorge a ANE -  Associação Niteroiense de Escritores, em 16 de outubro, apresentou o memorável show poético-musical 'ARTISTAS DA ANE'.
 
A apresentação aconteceu no palco do Centro Cultural Maria Sabina, onde diversos segmentos da cultura fluminense estiveram presentes. O que se viu naquela data, no anfiteatro, lotado por poetas e convidados, foi uma plêiade de confrades, de forma emocionante e artística.
 
Logo após aconteceu sorteios de brindes e souvenires entre os presentes e no final saborearam deliciosas guloseimas. Portanto, uma data memorável.
 
**********
 
ANE é uma agremiação atuante e preservadora da memória niteroiense esse ano completa no dia 25 de agosto, o seu 35º ano de existência.
 
 
Foi criada à ala niteroiense e se sobressai, onde grandes eventos culturais são organizados anualmente e, na seara cultural, além de diversas atividades, destaca-se a promoção e organização do Natal da ANE, o qual se reúnem vários poetas, escritores com seus talentos artísticos para formarem uma agradável tarde/noite beneficente. 
 
O Natal da ANE é mais um evento que se avulta, pela tamanha grandiosidade que merece está inserido no Calendário de Eventos da Cidade de Niterói.
 
 
O Focus Portal Cultural esteve presente e trouxe para você as imagens em vídeo. Confira:
 
 
 CLICAR NO LINK DO CANAL YOU TUBE
FOCUS PORTAL CULTURAL
 
 
 
ALGUMAS IMAGENS DO EVENTO
 
Leda Mendes Jorge - Presidente da ANE
(Momento em que inicia o evento).
 
Não me fales de amor - Maria Sabina
André Varella.

ANE - Entidade Promissora
Homenagem de Alberto Araújo.
Bohemia Triste - Olegário Mariano
Antônio Soares.

O Baile da Espada - Carmen S. Brasil
autora.

Vida de Casado - Pompílio Diniz
Dulce R. Mattos.

Quem ama cuida - Dionilce Silva de Faria
autora.

Área da 4ª Corda - Johann Sebastian Bach
Marco Aurélio de Faria.

Vozes - Elenir Teixeira
autora.

Os versos que Te dou - J.G. Araújo Jorge
Gentil da Costa Lima.

Amapola - Garcia Josè Maria Lacalle
Neide Barros Rego e voz de Dulcydides de Oliveira Pinto
e ao piano Therezinha de Maria Carvalho Pinto.

Fazenda da Saudade - Edmo Rodrigues de Lutterbach
Juber Baesso.

Tarde em Itapuã - Toquinho e Vinicius de Moraes
Hana Ramalho.

Leda M. Jorge - presidente da ANE
é homenageada pelo presidente da Esquina da Arte,
poeta Luiz Carlos Lemme. 

O'Cessate di Piagami - A. Scarlatti
Maria Otília M. Camillo.
 
Leda Mendes Jorge
interpreta Zequinha de Abreu.
 


Extrema-Unção para Gaia - Sissa Schultz
autora.


Sônia Figueiredo - Trovas
Autora.

Credo do Otimista - João Costa
Zeneida A. Seixas.

Tudo vai sem novidades - Gervasio Lobato
Gracinha Rego & Neide Barros Rêgo.

 
As declamadores Gracinha Rêgo e Neide Barros
posam para as lentes do Focus Portal Cultural.

Leda Mendes Jorge agradece Neide Barros
pela concessão do anfiteatro
e entrega-lhe um ramalhete de flores.
 
 
 
Os  Artistas plásticos da ANE e suas Obras
Edson De Luna - Charitas - Pedra de Itapuca
Shirley Lopes - A Bailarina
Uyara Sheiffer - Rosas
 
Fotos: Murilo Lima
 
 
Edson De Luna - Charitas - Pedra de Itapuca.
 
 A Bailarina de Shirley Lopes.

Uyara Sheiffer - Rosas.
 
 
 
Leda Mendes Jorge - Presidente da ANE
(Momento em que agradece aos poetas,
convidados e o público presente.)
 



COMENTÁRIOS

 
 
Uma excelente produção do poeta e acadêmico Alberto Araújo, na cobertura à apresentação de artistas da Associação Niteroiense de Escritores. Os meus parabéns a todos os participantes desse espetáculo apresentado pela presidente da casa, a acadêmica Sra. Leda Mendes Jorge.
 
Hilário Francisconi
é escritor e jornalista.
 
 
*******************************
 
 

 
 
 
É sempre um prazer participar dos encontros festivos da Associação Niteroiense de Escritores e curtir cada momento de sua programação eclética. Temos a boa chance de testemunhar as performances de um conjunto de artistas que, amadores na acepção apaixonada do termo, abrilhantam a vida cultural de nossa cidade, com o genuíno e autêntico amor às letras.


Luiz Carlos Lemme
é poeta, artista plástico.





*********************************

 
 
 
 
APOIO CULTURAL


 
 
 
 
 





 
 

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

MIRIAM LEITÃO: A LITERATURA INFANTIL É A MÃE DE TODA A LITERATURA - ENTREVISTA CONCEDIDA À EDITORA ROCCO. CONFIRA.

 
 

Miriam Leitão - escritora e jornalista.
 
 
 
A literatura infantil é a mãe de toda a literatura Miriam Leitão fala sobre seus livros infantis em25 de novembro de 2016.




– Como surgiu a vontade de contar histórias para crianças em meio à atribulada rotina de jornalista? E de que forma a Miriam Leitão jornalista e comentarista de economia e a autora de livros infantis convivem  no dia a dia?
 
R: Eu sempre sonhei com isso, mas a grande inspiração veio na chegada dos netos. Eu fui criança leitora, por isso a minha formação é marcada pelas histórias infantis e o enorme prazer que eu tive ao ler esses livros. Na minha vida cheia de assuntos ásperos, que me obrigam a atravessar documentos muito técnicos, a literatura infantil tem sido um oásis, um momento lúdico.
 
 
 
 
 

 O estranho caso do sono perdido é o seu quarto livro infantil. De onde veio a ideia para a história da neta que quer ajudar a avó a reaprender a dormir?

 
R: De um diálogo com Mariana, minha neta mais velha. Ela na época tinha sete anos e de fato me fez a pergunta que está no livro. E isso foi o gatilho para o processo criativo que me levou a criar esse mundo imaginário onde os sonos moram.

 

-  As relações familiares estão muito presentes em sua obra infantil, como em A menina de nome enfeitado, protagonizado por uma menina e sua tia, Flávia e o bolo de chocolate, que aborda a relação mão e filha, e agora em O estranho caso do sono perdido, que se passa com uma avó e sua neta. Você acredita que a literatura e o hábito da leitura podem ajudar a fortalecer os vínculos familiares e afetivos entre diferentes gerações?

 
R: Sim, estou convencida de que a literatura infantil ajuda a fortalecer os laços familiares. Ler para um filho, um sobrinho, um neto é um enorme prazer para quem lê e para quem ouve. Além disso, é na infância que se cria o hábito da leitura. A literatura infantil é a mãe de toda a literatura. Eu sei o que os livros infantis fizeram por mim, por isso sempre li para meus irmãos mais novos, filhos, sobrinhos e, hoje, leio para os netos.
 
 
 
 
 
 
– O que esse mergulho na literatura infantil trouxe de mais desafiador e de mais gratificante para a sua vida?
 
R: É muito difícil escrever para crianças. Eu dou cada passo com muito cuidado. O meu medo a cada livro é de não conseguir estabelecer contato com a criança e ela não gostar da obra. Por isso eu trabalho cada detalhe cuidadosa e carinhosamente. Tenho tido muitas alegrias com os livros quando percebo que a história chegou ao coração da criança. Uma vez uma menina, moradora de São Gonçalo, resumiu o Flávia e o bolo de chocolate com uma frase brilhante: “Todo mundo é da cor da pele”. Uma vez, num lançamento em São Paulo, uma menina me disse: “Já li seu livro umas mil vezes e até sei de cor um pedaço: chuva, galinha, galocha, chá”, falando do A menina de nome enfeitado. O livro A perigosa vida dos passarinhos pequenos permitiu que crianças de uma escola de São Paulo fizessem trabalhos lindos. Enfim, sou uma autora feliz, mas cada livro é um desafio novo.

 

– Qual foi seu livro ou autor preferido quando era criança, aquele que marcou definitivamente a sua infância? 
 
 
 
 
R: Muitos. Li muito Monteiro Lobato. As histórias clássicas. Os livros de Laura Ingalls Wilder foram uma deliciosa descoberta. As aventuras do Barão de Munchausen ajudaram a pavimentar o caminho da minha imaginação. Tem até um livro perdido, que está na minha memória, mas que não me lembro do nome nem do autor, mas sei a história inteira. É uma aventura cheia de bichos.

 
– Há algum assunto em especial que pense em abordar num próximo livro infantil?

 
R: O próximo está quase pronto. É de novo em ambiente rural, onde quatro primos vivem uma aventura na fazenda dos avós. Tenho tentado sempre abordar temas diferentes em cada livro, mas com a preocupação primeira de que os livros sejam divertidos.

 
 
 
 
 
 
Miriam Azevedo de Almeida Leitão  nasceu em Caratinga- Minas Gerais em 7 de abril de 1953 é uma jornalista e apresentadora de televisão brasileira. Atualmente ela apresenta o GloboNews Mirian Leitão e faz comentários no Bom Dia Brasil  e na coluna Panorama Econômico de O Globo.
 

Filha da Dona Mariana e do Reverendo Uriel de Almeida Leitão. Formada na Universidade de Brasília, exerce a profissão há 40 anos. Iniciou sua carreira em Vitória, estado do Espírito Santo, tendo atuado em diversos órgãos de comunicação, seja em jornal, rádio e televisão, tais como Gazeta Mercantil, Jornal do Brasil, Veja, O Estado de S. Paulo, O Globo, Rádio CBN, Globo News e Rede Globo. Foi repórter de assuntos diplomáticos da Gazeta Mercantil e editora de economia do Jornal do Brasil.
 
Desde 1991 é funcionária das Organizações Globo, na época ela ganhou uma coluna no Jornal O Globo. Em 1996, ela passou a ser comentarista de economia do Jornal Hoje ao lado de Fátima Bernardes.
 
Após a saída do JH, Miriam focou na área econômica e se tornou colunista de economia do Bom Dia Brasil, assumindo função que era de Ana Paula Padrão. Em 2003 ela assumiu o Espaço Aberto Economia, substituindo Joelmir Betting que havia sido demitido por participar de comercial.

 
 
 
 
APOIO NA DIVULGAÇÃO
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
FONTE:
 
 
 
 
 

CONVITE PARA LANÇAMENTO DO LIVRO DE DOMÍCIO PROENÇA FILHO:LEITURA DO TEXTO, LEITURA DO MUNDO. CONFIRA.

 
 
 
 
 
 
Professor, escritor e pesquisador especializado em língua portuguesa e literatura brasileira, reeleito presidente da Academia Brasileira de Letras para o exercício de 2017, Domicio Proença Filho vivenciou nas últimas décadas, a partir da docência de cursos especializados, um diálogo constante com mais de 20 mil professores e cerca de dez mil profissionais de outras áreas. Essa realidade didática significativa evidenciou uma estreita relação entre leitura e repertório cultural, chamando sua atenção para a necessidade de uma visão pragmática e integrada dos conceitos relacionados com a escrita e a leitura. Tal bagagem deu origem a Leitura do texto, leitura do mundo, que tem como objetivo central discutir a conexão entre texto e conhecimento.

Proença aborda o ato de ler e a sua importância, refletindo sobre aspectos relevantes referentes à leitura como fonte de prazer e cultura. Já no âmbito das conceituações e seu inter-relacionamento, ele abre espaço para considerações sobre o processo linguístico da comunicação ao discutir as funções da linguagem e destacar sua interação com história, ideologia, cidadania e contexto social. No que diz respeito à obra de arte literária, por sua vez, o autor propõe reflexões sobre sua especificidade, seu vínculo com a língua-suporte em que se concretiza e a representatividade cultural de que se reveste – apontando os múltiplos enfoques que, por sua natureza, o texto de literatura possibilita.

O livro é dividido em dez partes: “Conhecimento, comunicação e linguagem”, “Conhecimento, cultura e comunicação”, “Linguagem, língua e signo”, “O processo linguístico da comunicação”, “Enunciado, discurso e texto”, “Língua, discurso e estilo”, “Literatura, linguagem e língua”, “Literatura, leitura e interpretação textual”, “Caminhos da leitura” e “Leitura de textos”. Esse último segmento inclui interpretações de conteúdo literário (assinados por autores como Camões, Machado de Assis, Cruz e Souza e Vinicius de Moraes) e não literário (ensaios de Alfredo Bosi, Alberto da Costa e Silva e uma passagem de um sermão de Padre Antônio Vieira), apresentando exemplos que não devem ser entendidos como modelos rígidos e seguem, nas palavras do autor, “a crença de que um determinado olhar pode mobilizar outros olhares num processo de ampliação do convívio prazeroso e enriquecedor com o texto de literatura”.
 
 



Leitura do texto, leitura do mundo ressalta ainda a relevância da matéria literária como poderoso nutriente do imaginário nacional e o papel do escritor como testemunha do seu tempo, tratando, em relação à cultura, da rearticulação dos conceitos tradicionais diante da atual realidade globalizada. Para Domicio Proença Filho, “a leitura, em especial a dos textos literários, ainda é, na contemporaneidade, uma das atividades mais eficazes na direção do nosso conhecimento de nós mesmos, dos outros, do mundo e de nossa relação com os outros e com o mundo”.
 
 
 
 

O AUTOR

Nascido em 1936 na cidade do Rio de Janeiro, Domício Proença Filho é autor de mais de 60 livros – entre obras didáticas, crítica e ensaio, poesia e ficção.
 
Formou-se em Letras Neolatinas pela Faculdade Nacional de Filosofia da então Universidade do Brasil, hoje UFRJ. Professor emérito e titular da cadeira de Literatura Brasileira na Universidade Federal Fluminense (UFF), lecionou e ministrou cursos em diversas universidades do Brasil e do exterior.
 
Produziu programas para o Serviço de Radiodifusão Educativa do Ministério da Educação (MEC) e criou projetos culturais como a Bienal Nestlé de Literatura. Na Academia Brasileira de Letras ocupa a cadeira 28, para a qual foi eleito em 2006.

 
 
 
 
 
 
APOIO NA DIVULGAÇÃO
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

O HOMEM MAIS INTELIGENTE DA HISTÓRIA - LIVRO DE AUGUSTO CURY. CONFIRA.

 
 
 
 
 
Considerado o autor brasileiro mais lido da década, Augusto Cury já vendeu 28 milhões de livros.
 
O homem mais inteligente da história é fruto de 15 anos de estudos e pesquisas. Considerado por Augusto Cury a obra mais importante de sua carreira, este é o primeiro volume de uma coleção que vai abalar nossas convicções e transformar nossa visão do personagem que julgávamos conhecer tão bem.
 
Psicólogo e pesquisador, Dr. Marco Polo desenvolveu uma teoria inédita sobre o funcionamento da mente e a gestão da emoção. Após sofrer uma terrível perda pessoal, ele vai a Jerusalém participar de um ciclo de conferências na ONU e é confrontado com uma pergunta surpreendente: Jesus sabia gerenciar a própria mente? Ateu convicto, Marco Polo responde que ciência e religião não se misturam.
 
 
 
 
 
No entanto, instigado pelo tema, decide analisar a inteligência de Cristo à luz das ciências humanas. Ele esperava encontrar um homem simplório, com poucos recursos emocionais. Mas ao mergulhar na inquietante biografia de Jesus presente no Livro de Lucas, suas crenças vão sendo pouco a pouco colocadas em xeque.
 
Para empreender essa incrível jornada, Marco Polo vai contar com uma mesa-redonda composta por dois brilhantes teólogos, um renomado neurocirurgião e sua assistente, a psiquiatra Sofia.
 
Juntos, eles irão decifrar os sentidos ocultos em um dos textos mais famosos do Novo Testamento. Os debates são transmitidos via internet e cativam espectadores em todo o mundo – mas nem todos estão preparados para ver Jesus sob uma ótica tão revolucionária.
 
Agora os intelectuais terão que lidar com seus próprios fantasmas emocionais e encarar perigos que jamais imaginaram enfrentar.
 
 
 
 

 

 
 
 
 
 
"Amigos, apesar dos meus limites, resolvi estudar de forma detalhada a mente do personagem mais famoso da história sob critérios psicológicos, psiquiátricos, psicopedagógicos e sociológicos. O resultado dessa prolongada pesquisa, que levou mais de 15 anos, compõe a obra O Homem mais Inteligente da História, que se constituirá de vários volumes.

Surpreendi-me muitíssimo com essa análise e, provável...
mente, muitos ficarão surpresos e até perplexos com O Homem mais Inteligente da História. Julguem por si mesmos!

Espero que gostem, abraços."

Augusto Cury.



 

 
 
Dr. Augusto Cury é médico psiquiatra, psicoterapeuta, pesquisador e escritor. Pós-graduado no Centre Medical Marmottan – Paris/França, na Espanha e na PUC de São Paulo.
 
Ao longo de 30 anos de carreira, atuando como psiquiatra, pesquisador e escritor, o Dr. Augusto Cury alcançou o reconhecimento nacional e internacional, tornando-se o autor mais lido da última década, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo, revistas Veja e IstoÉ. Seus livros são publicados em mais de 70 países e já vendeu mais de 25 milhões de livros somente no Brasil. Recebeu o prêmio de melhor ficção do ano de 2009 da Academia Chinesa de Literatura, pelo livro - O Vendedor de Sonhos - que ainda em 2016 será lançado como filme nos cinemas.
 
Dr. Augusto Cury é autor da Teoria Inteligência Multifocal, que analisa o processo de construção dos pensamentos e é objeto de estudo em cursos de graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado nos EUA, Europa e Brasil.
 
Também é idealizador do programa da Escola da Inteligência, e seu Método é utilizado nos cursos da Menthes e da Gênios, empresas que compõem o Grupo Educacional (GEAC), que atua com o objetivo de contribuir na melhoria da qualidade da educação e no desenvolvimento da inteligência socioemocional de crianças, adolescentes, adultos e empresas, além de promover cursos voltados para o desenvolvimento humano. 
 
 
 
 
 
 
 

COMENTÁRIO
 
 
 
Sem dúvida uma instigante aventura cultural conhecer e desfrutar a obra do eminente Dr. Augusto Cury, e, principalmente, poder compartilhar as emoções de suas importantes descobertas com os 25 milhões de leitores de todo o planeta.

 Causa-nos admiração, em especial, a notória postura científica do estudioso, cuja origem ideológica, não religiosa, acrescenta ao livro um crédito inegável de imparcialidade técnica.

 Mais que nunca, vale adotar o sábio dito, 'viver e aprender' para percorrer os mistérios da mente de Jesus, o mais poderoso bastião da inteligência viva.

Luiz Carlos Lemme
poeta e presidente da
Instituto Esquina da Arte
em Niterói.
 






*******************************





 
 
APOIO NA DIVULGAÇÃO
 
 
 
 
 


 
 
 

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

LUÍS ANTÔNIO TORELLI É REELEITO PRESIDENTE DA CÂMARA BRASILEIRA DO LIVRO (PROMOTORA DO PRÊMIO JABUTI). CONFIRA.

 

Luís Antonio Torelli -
RM Perez Editora EPP - Trilha Educacional -
Presidente reeleito da CBL.
 
 



 
Nesta terça-feira (21), os associados da Câmara Brasileira do Livro (promotora do Prêmio Jabuti) elegeram o novo corpo diretivo, presidido por Luís Antonio Torelli, da Trilha Educacional Editora.
 
O presidente e seus diretores estarão à frente da entidade no biênio 2017/2019. A chapa, com a plataforma Gestão, Mercado, Governo: Mais Livros, Mais Leitores, coloca o livro e o incentivo à leitura como ponto central da gestão.

 “Na primeira gestão muito foi feito para atingir nossos objetivos, e muito ainda será feito para que o livro faça parte do dia a dia do brasileiro”, destaca Torelli.

Também se destaca como meta central da diretoria eleita, ajudar a indústria e o varejo do livro com estratégias capazes de consolidar um caminho para atravessar este difícil período de crise econômica.

Além disso, propostas como a defesa dos programas governamentais que oferecem livros às escolas públicas e maior eficiência no diálogo entre todos os setores da cadeia produtiva do livro, estão no foco de trabalho da nova diretoria.
Confira aqui a plataforma completa de trabalho 2017-2019 e a composição da nova diretoria da CBL.






NOVA DIRETORIA DA
CÂMARA BRASILEIRA DO LIVRO
- BIÊNIO 2017/2019
 
 

 
  
Presidente
Luís Antonio Torelli - RM Perez Editora EPP - Trilha Educacional
 
Vice - Presidente Administrativo e Financeiro
Vitor Tavares da Silva Filho - Distribuidora Loyola de Livros
 
Vice - Presidente de Comunicação
Luciano Monteiro - Grupo Santillana
 
Vice - Presidente Secretário
Hubert Alquéres - Editora Jatobá/Edições de Janeiro
 
Diretores Editores
Alexandre Martins Fontes - Editora WMF Martins Fontes
Daniela Manole - Editora Manole
Marcos Lepiscopo - Edições Sesc SP
Antonio Erivan Gomes - Cortez Editora e Livraria
 
Diretores Livreiros
Marcus Teles C. de Carvalho - Leitura Distribuidora e Representações
Flavio Seibel - Livraria da Vila
Fabio Herz - Livraria Cultura
Marcelo Ubríaco - Livraria Saraiva
 
Diretores Distribuidores
Paulo Victor de Carvalho - Inovação Distribuidora de Livros
José de Alencar Mayrink - Editora e Distribuidora Lê
Julio Cesar A. S. da Cruz - Catavento Distr. De Livros
Marcos Pedri - Distribuidora Curitiba de Papéis e Livros
 
Diretores Creditistas
Karine Pansa - Girassol Brasil Edições
Luiz Antônio de Souza - Editora Globo
Donaldo Walter Buchweitz - Ciranda Cultural Editora e Distribuidora
Antonio Luis Cordeiro - Vizú Distribuidora de Livros.


Stand da CBL na Bienal do RIO.
 
 

 
 
 
 
APOIO NA DIVULGAÇÃO